Unidades e Cursos Curso

Comércio Exterior

O que o aluno estuda

As disciplinas que oferecem base para o curso são administração, economia e comunicação. O aluno vai estudar matemática, estatística, gestão de custos e tributos, gestão financeira, logística, contabilidade, economia internacional e os idiomas inglês e espanhol. As matérias específicas de Comércio Exterior abrangem aspectos geográficos, históricos, políticos e econômicos. O estudante vai aprender sobre blocos econômicos, acordos comerciais firmados entre o Brasil e os demais Países do mundo, os organismos internacionais que intervêm no setor, logística internacional, processos de exportação e importação, práticas cambiais, marketing internacional e direito internacional, entre outros temas.

O que o profissional faz

O tecnólogo em Comércio Exterior planeja as atividades internacionais de uma empresa: identifica novos mercados, define estratégias de atuação, gerencia as operações de importação e exportação, realiza negociações, efetua e controla compras e vendas internacionais de produtos e serviços de uma empresa. É responsável ainda pela documentação e contratos dessas atividades, além das tratativas com fornecedores e compradores estrangeiros, prestadores de serviço, alfândegas, aeroportos e portos. Também analisa o mercado de câmbio e opções de transporte (rodoviário, aeroviário, ferroviário, aquaviário) para redução de custos. Está apto para ocupar um cargo de gestão, pois tem uma visão ampla de toda a cadeia do comércio exterior.

Onde trabalhar

Empresas nacionais e multinacionais dos mais variados setores - como indústria, comércio, agronegócio etc. -, bancos, corretoras de câmbio, consultorias, empresas prestadoras de serviço (transportadoras, despachante aduaneiro, agências marítimas, companhias aéreas), em trading companies (empresas comerciais exportadoras e importadoras) e órgãos públicos, como Receita Federal e Ministérios, por exemplo. O registro das operações de comércio exterior de serviço tem sido cada vez mais requisitado. Hospedagens de turistas estrangeiros e contratação de empresas de fora do Brasil para montagem de equipamentos importados, por exemplo, movimentam os fluxos de entrada e saída de divisas do País. O desenvolvimento e o registro das atividades de exportação e importação de serviços no Brasil abrem um novo campo de trabalho para o tecnólogo em Comércio Exterior.

Eixo tecnológico

Gestão e Negócios

Talvez você possa se interessar também por

Gestão Empresarial, Gestão Financeira, Gestão Portuária, Logística, Logística Aeroportuária